Ferramentas dos Concursandos

por Fernando Mesquita

Cada problema tem uma solução própria, assim como cada ferramenta tem sua utilidade. Em nossa jornada como candidatos (e, posteriormente, como servidores públicos), precisamos de uma série de itens para lidar com a complexidade dos cenários.

Algumas dessas ferramentas são mais úteis do que outras, é claro – as que estão abaixo listadas são essenciais para qualquer concursando sério. Seguem elas destacadas por sua utilidade:

Site da presidência

Site: http://www2.planalto.gov.br/presidencia/legislacao

O site da presidência da república, certamente, é um dos mais importantes na vida dos concursandos. Ele contém todas as leis, decretos e demais instrumentos normativos do poder público em um consulta simples e rápida.

Não é raro presenciar alunos em cursinhos que, ao serem direcionados para uma determinada lei pelo professor, procuram atordoados em seus Vade Mecums para descobrir que – pasme – nem todas as leis estão ali. E alguns perguntam: “Mas professor, onde encontro essa lei?”. Agora, você sabe.

Como servidores públicos, devemos atuar de acordo com a lei e com sua autorização explícita. Assim, vale também para os profissionais públicos que precisarem consultar os diplomas legais – direto da fonte oficial.

Sites de concursos e redes sociais

Site: diversos

Uma das melhores formas de finalizar, reforçar e renovar os estudos é por meio de questões de concursos anteriores. Mas até então era difícil encontrar um local onde essas questões estivessem reunidas de forma fácil e direta. Hoje, há diversos recursos na web que se destinam a auxiliar os candidatos, entre questões (questões de concursos, mapa da prova, etc), informações (correioWeb) e até mesmo redes sociais para concursandos. Um bom exemplo da última é a SocialCon, que tem surgido como uma grande promessa de auxílio para os candidatos, contemplando boa parte dos recursos anteriormente analisados. 

Diário Oficial

Site: http://portal.in.gov.br/

De acordo com o princípio da publicidade, constitucionalmente previsto, os atos do poder público têm de ser publicados em meio oficial como condição de eficácia. Pra isso serve o diário oficial. Para nós, especialmente para conferir as últimas notícias dos concursos e acompanhar nomeações. O site dispõe de uma seção própria para isso, tal a popularidade do tema. Acompanhe.

Google Drive e SkyDrive

Sites: https://drive.google.com/ e https://skydrive.live.com/

Tanto a Google quanto a Microsoft dispõem de serviços de armazenagem em nuvem e aplicativos web. Armazenagem em nuvem é a possibilidade de alocar arquivos em um espaço virtual, acessável de qualquer computador ou dispositivo – desde que exista internet disponível. Os aplicativos web, por sua vez, são programas que também podem ser acessados diretamente do navegador, sem necessidade de instalar qualquer programa no seu computador.

O Google Drive dispõe do Google Docs (que tem editor de textos, de planilhas e de apresentações, bem como outros aplicativos interessantes). O Skydrive, por sua vez, tem os famosos Word, Excel e Powerpoint (e outros) de graça, com recursos mais limitados do que a versão paga.

Utilidade? Várias. Fazer tabelas de notas, compartimentos de compromissos, guardar provas e gabaritos digitais, boletos e etc – e poder acessá-los de qualquer local. A título de curiosidade, essa mensagem foi toda escrita com o apoio do Google Docs.

Google Agenda

Site: www.google.com/calendar?hl=pt_BR

Concursando sério tem de ser organizado. E quem é organizado precisa de um calendário. E quem precisa de um calendário pode (e muitas vezes deve) usar o Google Agenda.

Ele é um aplicativo muito interessante, gratuito, baseado na web (não precisa instalar nada no computador e pode acessar de qualquer lugar) e te ajuda na organização. Concursando sério precisa ser organizado.

Dentre tantos recursos, ele permite a criação de vários calendários (um pessoal e um profissional, por exemplo), eventos recorrentes, lembretes por pop-up ou por e-mail.

Imagine que um concursando tem um milhão de coisas para lembrar: dias de provas, de resultados, de gabaritos, dias de pagar as inscrições, dia de tomar posse; dias de aulas, dias de participar das atividades do coach, dia de relaxar. E, a partir daí, você já chega no serviço público com uma grande vantagem sobre que não tem essa organização. Essa característica é muitíssimo valorizada no serviço público – simplesmente porque é tão rara.

Estabeleça como hábito anotar seus compromissos. Você não vai se arrepender.

Asana

Site: www.asana.com

Ainda no campo da organização, segue a dica de um dos sites mais interessantes em termos de produtividade que encontrei nos últimos meses. Ele é um “simples” gerenciador de tarefas. Mas qual a diferença do Google Docs?

Agenda = compromissos = horas dedicadas a determinadas tarefas

Tarefas = afazeres = coisas que você tem de fazer – não necessariamente com hora marcada

Isso significa que a agenda serve para falar de suas atividades – uma consulta no médico, um evento, o casamento de um amigo, o aniversário de uma sobrinha, etc.

As tarefas, por sua vez, são coisas que você faz ao longo do dia. Você pode, em um dia, não ter nenhum compromisso, mas ter um milhão de afazeres. Responder e-mails é um afazer, assim como retornar ligações, elaborar um compartimento de compromissos, baixar a prova do concurso anterior, resolver as questões de Direito Constitucional, ligar para a mãe, fazer compras, etc.

É tão importante anotar as tarefas quanto anotar os afazeres. E o Asana (um aplicativo web de um dos criadores do Facebook) é excelente para isso.

Embora seja em inglês, sua utilização é muito fácil. Vale a pena dar uma conferida.

Mas Fernando, não sei como anotar essas tarefas. Ok, já pensei em você. Para mais dicas sobre como estabelecer tarefas de um jeito inteligente e eficiente e que vai fazer toda a diferença na vida e nos estudo, acesse o endereço: http://wp.me/p3goUh-3o. Você vai QUERER anotar suas tarefas depois disso =D.

Fóruns e Rankings

Fóruns e rankings são excelentes ferramentas a serem utilizadas – principalmente para quem tem sangue frio para boatos.

Os fóruns são ferramentas sociais. Pessoas com interesses em comum se encontram e discutem assuntos nos chamados Tópicos. Rankings, por sua vez, são listagens de candidatos que corrigem suas provas (antes do resultado com a classificação, normalmente baseados nos gabaritos preliminares) para ter uma ideia de como foi seu desempenho.

Como dito, são boas ferramentas, mas cuidado com os “terroristas” e os desinformados. Os terroristas são aqueles que entram com o único intuito de destruir a sua vida e todas as suas esperanças. Dizem que seu cargo foi extinto, que o seu concurso não vai sair, que ouviu de uma “fonte segura” que 9 matérias nunca antes cobradas serão cobradas na próxima prova. Se você não lida bem com esse tipo de provocação emocional, é melhor nem entrar. Mas se consegue passar por cima disso, fique à vontade e interaja com seus pares. Também tem muita gente de bom coração querendo ajudar quem ainda não se encontrou.

São fóruns conhecidos o FórumCW (do CorreioWeb), o Fórum Concurseiros e o FórumPCI, dentre outros. Alguns deles têm perdido pessoas em virtude do uso de Facebook e de outras ferramentas sociais, mas continuam com uma audiência razoável. A título de curiosidade, entrei em contato com o pessoal do FórumCW e fui informado que a página deles é acessada cerca de 15 milhões de vezes por mês. Impressionante, não?

Lembre-se que espaços tão abertos devem ser tratados com cautela, assim como a Wikipedia tem seu valor relativizado – embora seja um ponto de partida interessante, muitas das vezes.

E você? Quais ferramentas você usa na sua preparação?

Sucesso e bons estudos,

Fernando Mesquita

Fernando Mesquita é escritor, palestrante e servidor público federal. Está escrevendo um livro sobre concursos públicos baseado, finalmente, em pesquisas realizadas com candidatos e com especialistas. Para participar ou para conhecer o projeto, acesse o site www.concursandosolivro.com.br.

Anúncios